Novamente, a lucidez de Ginsberg: Palestina

Já havia postado aqui declarações de Allen Ginsberg, todas antecipatórias, sobre especulação financeira (de 1971), tráfico de drogas (também de 1971), necessidade de fontes de energia alternativas (de 1973) e outros temas, assim mostrando como foi místico, desregrado, poeta delirante e lúcido analista político. Acertou todas.

Em “Negócios de família”, é registrada a troca de correspondência entre ele e o pai, Louis Ginsberg. Forte polêmica em 1973, Louis sionista, Ginsberg avisando que se não houvesse entendimento e Israel não devolvesse territórios, sobreviriam catástrofes.

Procurei na internet o poema sobre o confronto de Jeová e Alá, de 1973 e postei no Facebook. Sem tempo para nada (faz quase uma semana que não publico aqui), Leonardo Morais, mais uma vez, gentilmente traduziu o poema. O que vai a seguir é dele, com algum retoque meu. Podia ter sido escrito hoje, ou semana passada.

Em 2001, após o 11 de setembro e a entrada norte-americana no Afeganistão, perguntei a Roberto Piva o que achava. A resposta foi breve: “Monoteísmos…”, limitou-se a observar. Mais ou menos o que diz Ginsberg, em modo descritivo e tom mais enérgico, como diatribe.

JEOVÁ E ALÁ BATALHAM

Allen Ginsberg

Jeová com a bomba atômica
            Alá corta gargantas de infieis
Os exércitos de Jeová dizimam tribos vizinhas
As águas do Mar Vermelho se fecharão e tragarão os exércitos de Alá?

As tribos de Israel cultuando o Bezerro de Ouro
…               Moisés quebrou as Tábuas da Lei.

Zalmon Schacter Lubovitcher Rebbe o que você diz
         A Pedra dos 10 Mandamentos quebrada no chão
     Sufi Sam o quê que cê disse
         Deverão os seguidores dos Profetas dançar
em volta da Sinagoga enquanto os Judeus barbudos flanam elétricos?

Ambos Deuses Terríveis! Horríveis Jeová Alá!
         Ambos deuses de narizes aduncos, circuncisados.
Jeová Alá qual o mais irreal?
                                                               Qual a mais forte ilusão?
                                                                   Qual o exército mais forte?
                                 Qual dá mais ordens assustadoras?
             Que Deus mantém o culto ao ego no Éden? Qual é o Inominado?
                                           Qual adentra o Abismo da Luz?
Palavras dos Deuses, Guerreiros ciumentos, Humanos, Animais & Flores,
               Fantasmas Famintos, até mesmo todas as mortas Criaturas do Inferno,
             Serpente-caralho e porcos comem as caudas uns dos outros e perecem
      Todos os Judeus todos os Mulçumanos morrerão Todos os Israelenses todos os Árabes
      Os milhões de famintos do Cairo as multidões de Jerusalém
                sofrem o Sono da Morte na batalha dos exércitos!
Sim, deixem as Tribos vagarem para os campos de lata nos muros da fria Europa?
Sim, deixem Milhões sentarem-se nas favelas no deserto com copos de lata?
Eu sou um Judeu lamenta Alá! Buda circuncidado!
                                              Serpente serpenteando na maçã do Paraíso –
                              Alienígina, Vagabundo, Evocador do Grande Chamado!
Que Profeta nascido neste solo
                              prendeu-me Eterno à Palestina
                       cercada por um Exército de tanques, enxames de bombas,
               radares eletrônicos computadorizados?
Que Mente direciona Stern Gang Irgun Al Fatah
                                                                Setembro Negro?
     Meyer Lanksy? O Xá Nixon? Gangster? Premier? King?
                                                           caolho General Dayan?
            Golda Meir e Kissinger cercando-me com seus Exércitos?
HITLER E STALIN ME MANDARAM PARA CÁ!
                          WEIZMANN E BEN-GURION ME MANDARAM PARA CÁ!
                                  NASSER E SADAT ME MANDARAM PARA CÁ!
ARAFAT ME MANDOU PARA CÁ! O MESSIAS ME MANDOU PARA CÁ!
                                                     DEUS ME MANDOU PARA CÁ!
Buchenwald me mandou para cá! O Vietnam me mandou para cá!
                 Mylai me mandou para cá!
                                             Lidice me mandou para cá!
Minha mente me mandou para cá!
                              EU NASCI AQUI EM ISRAEL, Árabe
           circuncisado, meu pai tinha uma cafeteria em Jerusalém
Um dia os soldados vieram e me disseram para seguir pela estrada
                                                                             as mãos para o alto
                 ir embora deixar minha casa meu negócio para sempre!
          Os Israelenses me mandaram para cá!
                O Templo de Salomão As Pirâmides & Esfinges me mandaram para cá!
                               JEOVÁ E ALÁ ME MANDARAM PARA CÁ!
Abraão me levará à Terra Prometida!
                  Maomé me guiará ao Paraíso!
                          Cristo me mandou para cá para ser crucificado!
               Buda limpará e destruirá o mundo.
 O New York Times e o editorialista Heykal do Cairo me mandaram para cá!
                   O Commentary e o Palestine Review me mandaram para cá!
     A Conspiração Sionista Internacional me mandou para cá!
          Políticos Sírios me mandaram para cá! Os Nacionalistas Heroicos
                                            Pan-Arábes me mandaram para cá!
                      Eles estão me mandando seus Exércitos –
   Os Americanos e os Russos estão mandando bombas aviões tanques
              Chineses Egípcios Sírios ajudando-me a batalhar pela terra
que é minha por direito a sordidez de Minha alma O corpo do Espírito de Nacionalidade
                                 fronteiras & territórios do Ego minha
                   pátria Sionista minha herança Palestina
O Capitalismo Comunista & Os Povos do Terceiro Mundo
            Repúblicas Ditaduras Estados Policiais Socialismos e Democracias
                  todos estão mandando Armas Letais para nos socorrer!
Nós vamos triunfar sobre o Inimigo!
                Manter nossa Identidade Separada! Orgulhosa
                                História cada vez mais!
             Defender com nossos corpos esta Terra Sagrada! Esta colina
                         do Gólgota nunca olvidada, nunca abandonada
                                              habitada através da Eternidade
                       sob Alá Cristo Jeová para sempre um Deus
Shema Yisroel Adonoi Eluhenu Adonoi Echad!
La ilah illa’ Allah hu!

OY! AH! HU! OY! AH! HU!
SHALOM! SHANTIH! SALAAM!

[Trad. Leonardo Morais]

Anúncios

2 responses to this post.

  1. o poder visionário dos poetas é sempre intrigante.

    Salve, Ginsberg! Beijos, professor!

    Parabéns ao Leo! Bela tradução!

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: