O Congresso, as desdemarcações de terras de índios e outras insanidades

É espantoso.

Parlamentares empenham-se em fazer que o Congresso Nacional se torne uma casa de doidos.

Agora, é a proposta de emenda constitucional que retiraria da Funai o poder de demarcar territórios indígenas, transferindo-o para eles. Ou seja: nunca mais haveria qualquer demarcação de territórios de índios. Resultou nas manifestações de ontem, das quais transcrevo links de noticiário na imprensa – para quem ainda não viu.

Estabeleceu-se uma aliança de ruralistas, evangélicos e fisiológicos em geral, criando uma espécie de rolo compressor do obscurantismo. Jogo de trocas: o que uma dessas turmas propuser, as outras também apóiam. Disso resultou a eleição de Marcos Feliciano para a comissão de direitos humanos – e poderá vir outra proposta incrível, de Ivo Cassol, um investigado e processado por corrupção, praticamente impossibilitando investigações e processos por corrupção – esse, se pudesse, fechava de vez o Ministério Público. Havia noticiado no Facebook, reproduzo aqui, também. Quanto aos ruralistas: esforçam-se para nos convencer que são, especificamente, a bancada dos grileiros e desmatadores selvagens, mesmo existindo, suponho, empresários rurais civilizados, que já saíram do século 19.

http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/04/indios-ocupam-camara-em-protesto-contra-criacao-de-comissao-especial.html

http://www.senado.gov.br/noticias/opiniaopublica/inc/senamidia/notSenamidia.asp?ud=20130417&datNoticia=20130417&codNoticia=825591&nomeOrgao=&nomeJornal=O+Estado+de+S.+Paulo&codOrgao=2729&tipPagina=1

http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2013/04/12/interna_politica,370508/novo-projeto-esvazia-lei-da-improbidade.shtml

Ah, sim – e houve lideranças indígenas que apanharam da segurança da Cãmara, conforme registrado aqui:

http://racismoambiental.net.br/2013/04/cimi-foi-um-dos-escolhidos-reacao-dos-segurancas-da-camara-ao-abril-indigena-ontem-incluiu-tazers-murros-e-pontapes/

Teria outros assuntos para publicação neste blog – suíte da minha postagem sobre festas, completar minha série sobre ocultismo e poesia, minha palestra na Casa das Rosas sobre poesia, minha oficina na Flipoços sobre geração beat – noticiarei tudo, mas essa corrosão da democracia tem que receber prioridade, forçosamente.

Anúncios

One response to this post.

  1. Prioridade mais que justa, Claudio Willer, estamos todos perplexos com os rumos que a questão indígena vem tomando no Brasil. Com estes projetos de desenvolvimento a qualquer preço social, via PAC, estão passando de trator em cima da sua cultura. Respeito zero às suas origens, tradições, costumes e, no foco central , o bem mais precioso que resguarda tudo isso: a terra.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: