FUTEBOL E SOBERANIA

Sistematicamente, a FIFA vem subordinando o Brasil a seus estatutos e protocolos:

1. Enxugaram o Hino Nacional Brasileiro: só podia a primeira metade – jogadores e público prosseguiram “a capella”;

2. Regularam cartazes nos estádios, assim promovendo censura;

3. Estabeleceram horários dos nossos jogos às 16 h em dia útil, conveniente para o público europeu e respectivos anunciantes, mas não para nós;

4. Chantageiam, ameaçam suspender essa Copa se manifestações prosseguirem: querem controle do que se passa nas ruas, fora dos estádios.

Deveriam ser declarados “persona non grata”; devidamente defenestrados, mandados de volta.

Em momento algum reconhecem a contribuição brasileira, e isso desde a era Pelé & Garrincha, para que o futebol interessasse a tanta gente e se tornasse, mundialmente, esse enorme negócio – note-se, negócio para eles, a conta do prejuízo será paga por nós.

Relação do governo brasileiro e da entidade local com Blatter & cia é inteiramente assimétrica, subserviente.

Governantes brasileiros deveriam ter avaliado com quem estavam mexendo, antes de aceitarem a duvidosa negociata. Tornaram-se reféns de dirigentes de entidades e construtoras de estádios e outras obras, como de praxe inicialmente sub-orçadas e subseqüentemente superfaturadas. Desde aquela acintosa propaganda da Coca-Cola, deveriam ter entrado em campo, mas para defender o Brasil, não para submeter-se às regras do jogo deles.

A qualidade de alguns dos espetáculos – especialmente Japão vs Itália e momentos da exibição brasileira – não compensa nem justifica tais desatinos e insultos.

Ameaçaram, logo ems eguida desmentem, logo voltarão a pressionar:

http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2013/06/21/fifa-e-col-negam-discussao-sobre-suspensao-da-copa-das-confederacoes.htm

Alguém terá a coragem de enquadrá-los? De dar um basta? Ao menos, na esfera simbólica, de fazer cessarem absurdos como esse da execução de meio hino?

Anúncios

4 responses to this post.

  1. Posted by Antonio Carlos Fester on 21/06/2013 at 12:58

    Falou e disse, Cláudio. Assino embaixo. Abração do

    Antonio Carlos

    Responder

  2. Posted by Ruth on 21/06/2013 at 15:34

    Isso.

    Responder

  3. A contribuição brasileira ao Futebol é inegável, mas é inegável também que foi um brasileiro, o senhor João Havelange, que transformou a FIFA numa instituição corrupta, análoga à máfia, que utiliza o esporte mais popular do mundo para chantagear, intimidar e conseguir o quer de governos e países.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: