A espantosa invasão da Federação Anarquista Gaúcha em Porto Alegre

Polícia – civil e brigada militar, a PM de lá – entrou sem mandado a 20 de julho. Houve apreensão dos livros da sua biblioteca. “Material inflamável”, também: o botijão de gás usado na preparação do chimarrão. Vi na Folha de domingo e achei algo pelo Google – link com a manifestação dos anarquistas aqui, ao final.

Deveria repercutir mais, virar escândalo. Episódio traz péssimas lembranças. Estilo 1973, por aí. Será conveniente esconder livros de anarquismo ou desfazer-se deles, assim como muitos desapareceram com livros marxistas ou soviéticos no pós-1964? Amiga minha enterrou seu Plekhanov no jardim. Um episódio emblemático relatado por Boris Schnaiderman: levaram-no ao DOI-CODI e perguntaram-lhe sobre os autores russos em sua biblioteca (publicamos relato em 1979 na Singular e Plural). Houve também uma apreensão famosa de Sófocles como subversivo. Esse pessoal da polícia gaúcha quer chegar lá – se possível, ultrapassar. E também o governador, que endossou integralmente.

O que deu em Tarso Genro? Veio a público, acusou anarquistas de conspiração internacional. Um ex-dirigente do Partido Revolucionário Comunista, ex-ministro da Justiça, um legalista dentro do PT. Virou o fio ou continua o mesmo?

A seguir, links das matérias na Zero Hora – cometendo erro jornalístico ao não darem o outro lado, a versão dos invadidos. Vejam esta: “interceptações feitas por autoridades policiais indicam que grupos de anarquistas internacionais estão orientando os líderes do movimento em Porto Alegre a adotar táticas de guerrilha”. Interceptações – não é só o Obama que faz espionagem. Sempre enxergam conspirações. Farsas como essas foram especialidade nazista e de outros totalitarismos. Durante o regime militar, o que desagradava aos agentes da repressão era atribuído a um tal de MSI, Movimento Comunista Internacional– sei do que falo, tive ocasião de ler relatórios de censores e escrever a respeito

Notícia deveria ser assim: “Polícia gaúcha assina certificado. Atesta validade do anarquismo.” E, evidentemente, declara a falência de partidos e lideranças que outrora, ou até há pouco, eram de esquerda.

Bouvard e Pécuchet, os dois personagens de Flaubert que citei na postagem anterior, retomam seu trabalho (Flaubert morreu antes de terminar inventário das “idéias recebidas”). Anotam: “anarquismo é conspiração internacional”; “anarquistas são vândalos, baderneiros de classe média”.

Na próxima vez em que for a Porto Alegre, visitarei a Federação Anarquista. Doarei exemplar de Geração Beat à biblioteca, o Ateneu Libertário A Batalha da Várzea.

O relato do que houve:

http://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2013/06/24/o-enredo-de-uma-farsa-a-tentativa-de-criminalizacao-da-federacao-anarquista-gaucha/

As matérias da Zero Hora (pesquisa de Célia Musili – comentário dela, acertado: “segundo o governo do RS, grupos internacionais estariam orientando os anarquistas de Porto Alegre a  “cortar tonéis de plástico para servir de escudo”, entre outras coisas. Ridículo demais, desde quando precisa ação internacional pra fazer escudo de plástico?”):

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/politica/noticia/2013/06/tarso-avalia-que-minoria-fascista-dominou-as-manifestacoes-de-rua-4177563.html

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2013/06/violencia-em-protestos-no-rio-grande-do-sul-preocupa-o-palacio-piratini-4175283.html

Anúncios

8 responses to this post.

  1. Posted by elizabeth lorenzotti on 02/07/2013 at 19:01

    Excelente.Nem tenho mais o que comentar.

    Resposta

  2. Onde está a liberdade de expressão, de livre pensamento. Fica apenas uma sensação de engano, de mentira, de propaganda política e demagógica maquiando de que existe democracia no País!

    Resposta

  3. Posted by Joana Ruas on 04/07/2013 at 11:25

    Olá Claudio
    Fiquei surpreendida com este fato num país que me parecia ter superado o seu passado antidemocrático.Gostei muito do seu texto.Abraço

    Resposta

  4. Posted by Geraldo Gilson de Camargo on 04/07/2013 at 14:34

    Claudio não tenho procuração do governador Tarso Genro mas acredito que houve um tremendo equivoco da policia, Tarso genro é uma pessoa que não se coaduna com perfil autoritário, dar-lhe o direito de defesa é o mínimo que pessoas razoaveis devem fazer. Não sejamos correia de transmissão de atitudes intempestivas que mancham a honra de pessoas com a reputação de humanistas. Abraço Geraldo G. de Camargo.

    Resposta

    • Mas, Geraldo, o próprio Tarso Genro veio a público, deu coletiva e falou em conspiração internacional. Equívoco da polícia, é evidente – mas ele o endossou 100% E minha manifestação nada tem de intempestiva

      Resposta

  5. Posted by Carlos on 30/07/2013 at 13:57

    Existem grupos pagos pelos Americanos para derrubar regimes que não estejam a favor da agenda capitalista, nem precisa buscar muito para encontrar na internet. Veja o que ocorreu na linda “primavera captalista” do Egito, voltou tudo como estava. Porque esta primavera não ocorreu na Arábia Saudita, pior de todos? EUA não quis. Pessoas ingênuas são recrutadas para derrubar governos, democráticos ou não, para depois somente alinhar ao que eles pretendem, quando os inocentes são descartados. Se este comentário não for publicado vou entender onde reina autoritarismo, se for, parabéns pela diversidade.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: