Cultura, estilistas da moda e incentivos fiscais

Ia postar no Facebook o link do artigo de Vladimir Safatle que saiu na Folha de S. Paulo de hoje, 27/08. É sobre a autorização de incentivos fiscais através da lei Rouanet, para a promoção de estilistas do vestuário. Preferi registrá-lo neste blog: alcança mais leitores e possibilita comentários adicionais.

O artigo de Safatle:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/126028-arte-fora-da-moda.shtml

Mais notícias sobre a “quebra de paradigmas” (já havia postado no Facebook, observando que apoio a modistas brasileiros é assunto para Indústria e Comércio, não para a Cultura):

http://www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,esta-e-uma-quebra-de-paradigmas-diz-marta,1067399,0.htm

Em tempo, postado no dia seguinte, 28/08: reclamava de pouca repercussão. Mas começam a aparecer reclamações:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrada/126145-setores-culturais-reagem-ao-uso-da-lei-rouanet-na-moda.shtml

Meus comentários:

  1. Quebra de paradigmas? Ampliação do conceito de cultura? Recentemente, Sergio Cohn, da Azougue, teve projeto de livros publicando cantorias de povos indígenas interrompido, depois de aprovado e já em curso. Tomou um prejuízo e tanto, e ainda ouviu de um funcionário do Ministério: “Índios, isso é com a FUNAI”. Sim, estão ampliando e quebrando paradigmas – mas na direção errada.
  2. Não ia haver um Plano Nacional da Cultura? Um de seus objetivos não era justamente fazer que isso parasse de acontecer? Impedir negociatas? Possibilitar que recursos através de incentivos fiscais, ou seja, dinheiro público, fossem dirigidos para quem precisa? Fazer que administração cultural deixasse de estar subordinada ao horizonte intelectual dos executivos de corporações, altos empreendedores do show business e, agora, conspícuos empresários da moda?
  3. Marta Suplicy é indefectível. Não falha. Desta vez, interferiu em favor de estilistas. Passou por cima da CNIC, a comissão incumbida disso. Algum promotor irado deveria acusá-la de advocacia administrativa. Tudo isso merecia um escândalo de bom calibre. Repercussão modesta é sintoma de abulia, desmobilização na área cultural. Vinte anos atrás, armamos um inferno por deputados quererem recursos do Fundo Nacional de Cultura. Atormentamos ministros. Participei de um comitê de entidades culturais, atento à instrumentalização (ou roubo mesmo) das verbas para a cultura. Há retrocesso – e continuará a haver, enquanto cultura não voltar a ser tema de movimentos sociais.
  4. Um manual de política cultural da UNESCO que usei, no tempo em que essa disciplina era levada a sério, enfatiza: cultura é transgressão. Diria mais: é negação, no sentido dado à palavra pelo pensamento dialético. Destruição criadora. Como projetar tais categorias em legislações de apoio à cultura? Isso sim, seria um bom tema, caso alguém da administração pública estivesse interessado em melhorar o debate. Mas acho difícil acontecer. O que estamos presenciando não anima.
Anúncios

4 responses to this post.

  1. Posted by Stella Machado on 27/08/2013 at 20:12

    Por que não dedicar esse incentivo ao fornecimento de roupas para nossas crianças carentes?
    Responda-me Cláudio: E depois do desfile? Esquecimento.

    Responder

  2. Posted by Stella Machado on 27/08/2013 at 20:13

    Eu disse ‘esquecimento’ no sentido de que os desfiles “vão passar”… Servirão para quê?

    Responder

  3. Posted by maria das graças dos santos on 28/08/2013 at 12:04

    O MinC , desde sua criação, nos anos 80, não encontrou seu caminho.Este Programa de Incentivos fiscais é ao que ele se resume., através ds rituais cotidianos dos editais, das reuniões diplomáticas entre o MinC e as grandes corporaçõe, das pompas dos espetáculos importados, onde tudo é um teatro e os próprios espectadores se fantasiam de europeus…Tem toda razão quando diz que sem movimentos de cultura pressionando de baixo para cima, nada mudará.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: