O que eu vinha dizendo sobre a Copa faz cada vez mais sentido

a) Estimativas de receita em turismo e serviços são duvidosas. Maior destino turístico do Brasil é São Paulo, mais que o Rio, por causa de negócios e eventos. Com a agenda esvaziada durante o período, movimento cai em vez de subir. É o que mostra esta matéria: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/166943-ocupacao-de-hoteis-na-copa-e-de-31-em-sp.shtml Empresários de hotelaria já estão baixando preços, logo vai haver saldão de quartos de hotel. E os feriados em dias de jogos têm, evidentemente, um custo. O saldo será negativo – publiquei no Facebook comentário sobre contas da Eurocopa de 2004 que sobraram e Portugal paga até hoje.
b) Aproximação da Copa desencadeou a chantagem corporativa e de movimentos sociais. Aproveitam para pressionar, apresentar suas reivindicações, ameaçando tumultuar o evento. Resultado está aí. Entra na conta dos prejuízos.
c) Resultado para a imagem do país é desastroso. O mundo está prestando atenção, ligadão no Brasil. Expectativa tem efeito multiplicador. Barbaridades ganham mais repercussão. Carradas de advertências de embaixadas, da FIFA etc para tomarem cuidado com o Brasil – isso vai animar visitantes.
d) Lição para a próxima Copa: fazer em país onde o descompasso entre “Padrão Fifa” e infraestrutura, especialmente serviços públicos, não seja tão grande.
e) Lição para a próxima, 2: esconder dirigentes esportivos arrogantes. Boa parte da rejeição se deve a Jerome Walke e afins. Política de direitos comerciais deles é aberrante; rapinantes, querem faturar em cima de tudo. Registraram patente de vocábulos, até de “pagode”. Brasil paga à FIFA para usar a expressão “Copa 2014”. Garantem assim o faturamento de 4 bilhões de dólares, lucro líquido – para a FIFA – de 2 bilhões, Brasil vai pagar a conta. Tempos inocentes aqueles, quando qualquer boteco podia chamar-se “Copa 70”. Houve a insana proibição do acarajé. Logo irão pedir direitos de comercialização da cocada, registrar patente da passoca. E, mesmo quando apresentam reclamações justificadas, comportam-se como donos do pedaço.
f) A propósito, comecei a aborrecer-me – eu e parte da opinião pública – com a Copa por causa dessa palhaçada de Hino Nacional brasileiro tocado pela metade durante a Copa das Confederações em obediência ao “protocolo FIFA”, nossas autoridades impassíveis, ninguém reclamou. Algum tato, consideração pelos hospedeiros, teria sido recomendável. De qualquer modo, tudo isso é bom para sabermos como seria a vida se fossemos colônia e não um país independente.
g) Quem são os gênios de marketing e publicidade envolvidos no projeto? Produziram símbolos que não colam. “Fuleco” tão fuleiro, tatu-símbolo, música besta, emblema insosso. O que é isso? Com quem pensam que estão mexendo? Uma nação de papalvos atordoados?
h) Sedes a mais: isso vai salgar a conta. Demagogia tem custos. Recomendação a presidentes: assessorar-se, rodear-se de gente séria. Com Ricardo Teixeira de um lado e o então ministro dos esportes de outro, só podia dar nisso. Ademais, para mim, quem se associa a bandidos é cúmplice. A observação de que candidatar-se a sede “foi uma “roubada” partiu do insuspeito Tarso Genro. Aprovada triunfalmente, ninguém se mexeu, deixaram a bomba no colo do atual governo.
i) Avaliação de Gilberto Carvalho, reclamando da imprensa – essa: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/05/1457750-carvalho-responsabiliza-imprensa-por-mau-humor-em-relacao-a-copa.shtml – é equivocada. Mídia é grande interessada em que tudo corra bem, por representar faturamento publicitário. Governistas, Rede Globo e revista Veja convergiram na armação de atribuir financiamento de black blocs ao PSOL. Embora a campanha da cueca do Neymar seja engraçada – vou comprar mais algumas – deve haver anunciantes e patrocinadores desacorçoados, nessa altura.
A desesperada torcida para que seleção brasileira ao menos ganhe, assim reduzindo danos. E que seja seja ao menos de melhor nível técnico que a anterior.
Deveria fazer mais observações sobre instrumentalização de grandes eventos? Sobre acharem que todo mundo é bobo?
Em tempo: houve dúvidas quanto à minha afirmação de que São Paulo é o maior destino turístico brasileiro. Uma das fontes, com bastante estatísticas de associações e entidades, é esta:http://pt.wikipedia.org/wiki/Turismo_no_Brasil

Anúncios

9 responses to this post.

  1. Aos que perguntam por que protestos agora e não antes, lembro que as discordâncias começaram assim que as “leis” da Fifa começaram a ser implementadas. Se não tentaram patentear a cocada, quiseram impedir venda de acarajé em Salvador no entorno do estádio. Só valeria McDonalds e patrocinadores, quiseram e interviram em várias coisas da cultura brasileira como agora este este “patenteamento” da palavra pagode e outras. Só falta patentearem a palavra “gol”, mas aí correm o risco de tirar uma companhia aérea de cena e vão precisar dela. Porém, o mais agressivo foi o modo como nossos governos – estaduais e o federal – agiram em relação ao autoritarismo da Fifa, aceitando tudo. “Higienizaram” cidades sem nenhuma consideração pelas famílias deslocadas, removeram os índios da Aldeia Maracanã, moradores de várias capitais tiveram que abandonar suas casas para dar espaço para as “melhorias” da Copa. No fim, o próprio governo admite que o legado das melhorias urbanas – viadutos, ampliação de linhas do metrô, moradias decentes para as famílias removidas – não se cumpriu como deveria.. Os protestos começaram há muito tempo, só que tem gente que se finge de morta. O Youtube está cheio de vídeos como este que posto a seguir acerca do que aconteceu com a população em bairros “higienizados”. E pra quê: para os dirigentes da Fifa ainda detonarem o Brasil no exterior afirmando que “foi um erro sediar o evento aqui.” E ainda nos querem todos portando bandeirinhas??? Tocando cornetas?? Nem todos estão dispostos a dizer méee, como imaginam. Mais , a Copa virou peça de marketing de campanha do governo, atrelam-na às eleições e ficam defendendo o indefensável. O vídeo a seguir dá o restante do recado, procurando por lá, não faltam mais exemplos para os incrédulos ou os que se fingem de mortos. Esta Copa não passa de vaidade cívica num país carente. http://www.youtube.com/watch?v=xao_4b8DJ_k

    Responder

  2. Posted by Pedro Paulo Santos on 22/05/2014 at 00:12

    No texto lê-se: “Maior destino turístico do Brasil é São Paulo, mais que o Rio, por causa de negócios e eventos”. Essa afirmação é lastreada por alguma pesquisa — e, em caso afirmativo, qual é a fonte? Ou trata-se de mera impressão? Ademais, desde quando viagens a negócios podem ser consideradas “turismo”? Moro na Europa há 15 anos e raramente encontro alguém que conheça São Paulo ou mesmo associe o Brasil a essa cidade… Embora a afirmação inicial não comprometa o sentido e a contundência do texto, creio haver alguma distorção paulistanocêntrica aí…

    Responder

  3. Posted by Pedro Paulo Santos on 22/05/2014 at 10:46

    Por favor, destaque na matéria citado onde se encontra afirmado que “Maior destino turístico do Brasil é São Paulo, mais que o Rio, por causa de negócios e eventos”. Está faltando rigor nesse afirmação, insisto… Cadê as fontes…? “Noticiado várias vezes”… Por quem? Pela “Folha de São Paulo”? Por pesquisa de agência internacional? Impressionismo demais pega mal…

    Responder

  4. Ei, Willer, já assistiu ao filme “O Banheiro do Papa”? Essa Copa vai ser isso, nosso “banheiro do papa”…

    Responder

  5. Posted by Pedro Paulo Santos on 26/05/2014 at 01:00

    Fala sério, Willer… Wikipedia não é fonte confiável… Imagine vc fazer um trabalho acadêmico e citar em tom autoritativo a Wikipedia… Fontes primárias, professor, por favor, sim?

    Responder

    • Posted by Alysson Artuso on 27/05/2014 at 00:38

      Caro Pedro, desde que sem marcações de problemas, artigos da wikipedia são sim fontes confiáveis, inclusive em trabalhos acadêmicos. Em 2005, salvo engano, a Nature publicou um artigo bastante interessante comparando a wikipedia e a enciclopédia britânica.

      Responder

  6. leia o link – fontes são boas

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: