Um comentário político que publiquei no Facebook

Teve uma quantidade de aprovações, comentários e retransmissões. Reproduzo aqui por duas razões. Por alcançar leitores que não participam da rede social, mas acompanham este blog. E para ficar registrado, de modo mais acessível (no Facebook os textos vão sendo tragados pela sucessão temporal). Assim, na próxima vez não precisarei repetir argumentos, bastará postar o link. Aí vai:

Vieram me questionar por eu supostamente haver apoiado impeachment, diante de fatos como esse mais recente, o episódio Jucá. Mas não apoiei impeachment, embora ainda ache que temos mais chances com Dilma e afins fora… O que fiz foi postar uma sucessão de críticas ao governo Dilma por causa do descaso e retrocessos na questão ambiental, dos índios, por causa de Belo Monte, da Kátia A. e da Gleisi H. promentendo para os ruralistas que etc. E desde o começo de 2015 achava que Dilma não terminaria o mandato. Pela incompetência escancarada, pelos erros sucessivos, por haver mentido sobre a situação da economia do país, pelo buraco em que nos pôs. Cheguei a postar que preferia anulação da eleição – uma pena ser um processo tão demorado. Mas os sectários não entendem . Acham que você tem que estar alinhado, perfilado, de um lado ou de outro. Não captam que Dilma não justifica Temer e Jucá, assim como Temer e Jucá não justificam Dilma. Alguns acham que os problemas que enfrentamos são urdidos no Departamento do Estado, que o juiz Moro é agente da CIA, que a Petrobrás está assim por causa da concorrência das petrolíferas, que sim, houve erros, mas foi por uma boa causa, que tudo se justifica pelo combate ao imperialismo e pela luta em favor da emancipação do proletariado. … O mundo reduzido a dois lados. O dualismo primário (reclamei bastante disso). A mentalidade de “ou preto ou branco”, sem nuances, “nós” e “eles” ou vice-versa. O pensamento totalitário. A mentalidade autoritária. O stalinismo ressuscitado. Além de haver quem ache que, implicitamente, eu estaria apoiando Marina Silva – aliás, quem sabe…? na hora, resolverei, depende do que mais houver. Enfim, não perceberão nunca que é a crítica que move a história. E que o sectarismo, os fanatismos políticos, modalidades da submissão, podem fazê-la retroceder.”

Postagens anteriores sobre o tema são fáceis de achar, basta procurarem por tópicos como “Belo Monte”, “Meio ambiente”, “índios”, “Governo Dilma”. Há um que me parece ter sido algo premonitório, dos que, publicados, me dispensam de repetir argumentos:

https://claudiowiller.wordpress.com/2015/08/07/fascista-eu-algo-sobre-sectarismo-e-fanatismo-militancia-e-ignorancia-politica-e-hipocrisia/

 

One response to this post.

  1. Posted by antoniofester on 24/05/2016 at 21:22

    Ótimo. Abs. Fester

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: