André Breton, 28 de setembro (de 1966)

andre-breton_japcp

Abri assim meu ensaio MAGIA, POESIA E REALIDADE: O ACASO OBJETIVO EM ANDRÉ BRETON:

O episódio é relatado por Roberto Piva no vídeo Uma outra cidade, de Ugo Giorgetti[1]: a 28 de setembro de 1966, por volta das 16 h, Piva e Roberto Bicelli caminhavam pela Avenida Rio Branco no trecho próximo ao viaduto sobre os trilhos, em São Paulo. Viram passar a toda velocidade um caminhão carregado de móveis e utensílios, encimados por um armário cuja porta, impelida pelo sacolejar do veículo, abria e fechava, batendo com força. Do móvel saía, esvoaçando, conduzido pelo vento, um longo lençol branco. Apontando para o conjunto insólito, Bicelli exclamou: É o fantasma de André Breton! Nem Bicelli, ao identificar desse modo a sacolejante mudança ao surrealismo, nem Piva lembraram-se deste trecho do primeiro Manifesto do Surrealismo, um parágrafo intitulado “Contra a morte”: “Não vos esqueçais de formular adequadamente vossas disposições testamentárias: eu, por exemplo, peço que me transportem ao cemitério num caminhão de mudanças.” No dia seguinte, leram nos jornais a notícia do falecimento de Breton naquela data e hora, às 16 h. de 28 de outubro de 1966. O acaso objetivo assim prestava uma oblíqua homenagem ao seu formulador.

[1] Produção da SP Filmes disponível em vídeo, exibido na TV Cultura de São Paulo e TV Educativa. Subsequentemente, também relatado no livro Os dentes da memória de Camila Hungria e Renata D’Elia e em outras ocasiões.

O ensaio todo está em Academia.edu, em https://www.academia.edu/11994592/MAGIA_POESIA_E_REALIDADE_O_ACASO_OBJETIVO_EM_ANDR%C3%89_BRETON Também em meu ensaio sobre acaso objetivo publicado na coletânea O surrealismo (Sheila Leirner e Jacó Guinsburg, orgs. Perspectiva, 2004)

O post mais visitado neste meu blog é minha tradução de “L’union libre” de Breton. Acrescentei9 imagens e uma gravação do próprio Breton lendo o poema: https://claudiowiller.wordpress.com/2013/06/17/a-uniao-livre-de-andre-breton/

E assim se passam 50 anos.

One response to this post.

  1. Posted by Beth Brait Alvim on 01/10/2016 at 19:52

    Encantamento quando os magos sussurram maravilhas ao vento

    Que privilégio!

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: