Posts Tagged ‘A verdadeira história do século 20’

LIVROS MEUS ESTARÃO À VENDA

Na Livraria Tapera Taperá. Por ocasião da minha palestra sobre acaso objetivo e poesia e vida, na próxima quinta feira, conforme anunciado no post precedente.

Autografarei, é claro.

A verdadeira história do século 20 será vendido a R$ 20,00 o exemplar.

Estranhas experiências será vendido a R$ 30,00 o exemplar.

Ofereço aqui um poema de cada um dos livros:

dias_circulares3

Meio-dia

a Terra respira

formigas transitam por suas nervuras

arabescos de pássaros

pontuam o pausado discurso das nuvens

só existe o espaço

a paisagem lacustre

que agora cobre uma cidade submersa

e sem saber por que vim parar aqui

o que me trouxe a esta fronteira de lugares e sensações

entro n’água

a claridade me leva à deriva

flutuo no amplo

embebido no dia mais que morno

sei-me hóspede de quem tenho sido

(a superfície do lago

se desmancha no movimento dos círculos concêntricos)

claudio_willer-a_verdadeira_historia_do_seculo_XX-capa

A VERDADEIRA HISTÓRIA DO SÉCULO 20

contemplação: estrela no fundo do mar

você: véu de gaze azulada roçando, suave apelo

furacão: róseo

perfeição: parábola de perfumes

lâmina: a mente alucinada

gruta: você e os arcanos da natureza

matemática do sonho: esta nuvem

gelo: explosão de relâmpagos

essa solidez, essa presença: capim ao vento

rápidos, passando à frente: lavanda

e também sombra de árvore

montanha: inteiramente nossa

intimidade sorridente: no calor da tarde

Íris: o nome da flor, o seio ao sol

– quanta coisa você fez que eu visse

o acaso nos transportava e poderíamos ir a qualquer lugar

o mundo tinha janelas abertas

e tudo era primeira vez

 

gnose do redemoinho, foi o que soubemos

 

 

 

Meus livros na “Homenagem a Claudio Willer”

Lembrando: nesta generosa homenagem que Rubens Jardim preparou na livraria e bar Patuá com a participação ativa de leitores meus – nesta terça feira, dia 25, à Rua Luis Murat, 40- V.Madalena, a partir das 19h30 – estarão á disposição exemplares de A verdadeira história do século 20 (Córrego, 2016) e Estranhas experiências (Lamparina, 2004) em oferta promocional a R$ 25,00 o exemplar. E, ainda, os últimos exemplares disponíveis de Lautréamont: Os cantos de Maldoror, Poesias, Cartas (Iluminuras, nova edição de 2015) na venda também promocional a R$ 50,00 cada.

Motivo adicional para prestigiarem, acredito.

LIVROS MEUS À VENDA, EM OFERTA

Exemplares da mais recente reedição do Lautréamont completo traduzido e organizado por mim, publicada pela Iluminuras – Os cantos de Maldoror , Poesias, Cartas, além de prefácio e outras informações – com uma redução significativa do preço: a R$ 50,00 o exemplar. ONDE: Na bilheteria do Espaço Cênico O Lugar,por ocasião das apresentações de Hotel Lautréamont – Os bruscos buracos do silêncio pela Cia. Corpos Nômades de João Andreazzi, todas as sextas feiras e sábados às 21h, domingos às 20h30,   à Rua Augusta 325,tel. 011-32373224. Sobre a encenação, mais em http://www.ciacorposnomades.art.br/wordpress/?p=3388

 

Estranhas experiências, o livro de poesia lançado em 2004. Com 142 páginas, inclui poemas dos livros anteriores. Pode ser adquirido a R$ 15,00, frete incluído, em Loplop Livros de Alex Januário, diretamente em seu blog. O acesso à Loplop livros: http://loploplivros.blogspot.com.br/ Para quem mora na Zona Oeste de São Paulo, entrega a domicílio. Informações adicionais: Loplop livros edições loploplivros@gmail.com , Avenida Professor Alfonso Bovero 1119, sobreloja, Sumaré / Pompéia, São Paulo, CEP 05019-01, tel. (11) 3862-7268; ou Estante Virtual: https://www.estantevirtual.com.br/loploplivros/Claudio-Willer-Estranhas-Experiencias-363678877

 

A verdadeira história do século 20 é meu mais recente livro de poemas, lançado em 2016 pela Córrego: capa de Maninha Cavalcante, posfácio de Wilson Alves-Bezerra. Vendido a R$ 20,00 (também em promoção!), na página da editora Córrego de Gabriel Kolyniak, em http://www.editoracorrego.com.br/produto/180607/a-verdadeira-historia-do-seculo-20-de-claudio-willer    

Evidentemente, interessam-me leitores, em primeiro lugar. Por isso, recomendo igualmente meus outros livros disponíveis na praça, neste momento. São os ensaios Geração Beat e Os rebeldes: Geração Beat e anarquismo místico, pela L&PM, o ensaio Um obscuro encanto: gnose, gnosticismo e a poesia, pela Civilização Brasileira, e a narrativa em prosa Volta, pela Iluminuras. Essas editoras, mesmo sujeitas aos percalços do que eufemisticamente se poderia chamar, neste momento, de “mercado editorial”, prestam-me contas corretamente.

Mas as vendas dos livros expostos aqui me beneficiam diretamente. A propósito, postei algo no Facebook sobre procurar onde morar.

 

 

 

 

Também autografarei meu livro durante a palestra sobre Allen Ginsberg em Ribeirão Preto

A verdadeira história do século 20, meu livro mais recente de poesia, lançado ano passado:

O preço do exemplar é R$ 30,00.

A palestra será este sábado, às 11h00 no SESC de Ribeirão Preto, conforme as informações aqui:

https://claudiowiller.wordpress.com/2017/03/20/nova-palestra-allen-ginsberg-e-a-geracao-beat-em-ribeirao-preto/

Agradeço avisarem interessados. Até lá.

 

 

Em Goiânia no “DadaSpring”, Primavera Dadá: mesa e autógrafos

Retorno a Goiânia. Para a gigantesca programação que comemora os 100 anos do movimento Dadá – aquele criado em Zürich em 1916, encabeçado por Tristan Tzara, Hugo Ball, Richard Huelsembeck e Hans Arp, com adesões da magnitude daquelas de Francis Picabia, Marcel Duchamp, Man Ray, Jacques Rigaut, além do período de simbiose com o surrealismo que se formava em Paris, de 1919 a 1921. Goiânia tem um Cabaret Voltaire e sedia a representação brasileira dessas celebrações, que incluem cinema, shows e outros espetáculos, oficinas e debates. Está tudo neste link: http://dadaspringbrasil.com.br/

Participo de mesa na sexta feira, dia 30, às 10 h da manhã: Fala #6, Literatura com Cláudio Willer (SP) + Charliston Pablo (MG) e a crítica como dilema da arte pós-histórica; mediador: Marco Aurélio (TO). Local: Auditório Faculdade de Letras – UFG, conforme http://dadaspringbrasil.com.br/programacaocal/30setembro (pretendo mostrar algo de grandes poetas que participaram, além de comentar a ênfase tão precursora de Tristan Tzara em “arte negra” e “poesia negra” como sinônimos de Dadá)

Autografo meu recém-lançado livro de poesia A verdadeira história do século 20 também no dia 30, sexta feira, das 16 às 18 h, no Bosque dos Buritis, em frente ao Museu de Arte de Goiânia, na tenda DADA ON TOUR.

claudio_willer-a_verdadeira_historia_do_seculo_XX-capa

Avisem meus leitores em Goiânia. Obrigado!

Alguns leitores de “A verdadeira história do século 20”

Além de comentários, foram postados no Facebook trechos do meu livro, fotografados ou copiados com scanner. Aprecio, assim como ser lido em voz alta. O leitor sempre acrescenta à nossa percepção do poema. Reproduzo imagens e comentários, concluindo com aquele de um leitor da edição de Portugal. O livro pode ser adquirido em  http://www.editoracorrego.com.br/produto/a-verdadeira-historia-do-seculo-20/

Breno CB:

rudinei-borges

Maira Calixto Varela de Freitas: “Ler Claudio Willer é lâmina cortante, faz você adentrar o desconhecido.”

maira-varela-calixto-de-freitas-n

Elvio Fernandes Gonçalves Junior: “Poemas iniciados com frases assim, permeados de tons confessionais e surreais, convites ao mistério, ao oculto e ao mágico, só vi em tal intensidade na obra de Willer”

elvio-goncalves-fernandes-junior

Rudinei Borges:

rudinei-borges-3

Renata D’Elia:

renata-delia_n

Ethel Naomi: um pedacinho do poema do Claudio Willer: contar as fábulas/expressar a perversa paixão devoradora  quando o poema não tem mais forma  e o prazer não tem limites  como uma fria Lâmina de luz como um ramalhete de éter como um fantasma a caminhar na ponta dos pés como uma voz sem objeto

Paula Valéria Andrade: “sim- você ouviu tantas vozes e soube soletrá-las com tamanha gravidade  a rouca voz da transparência e os timbres aveludadas da folhagem o turbilhão. ”

Rudi Tedeschi Jr: “Parabéns, Claudio Willer, por sempre tornares, na tua poesia, tão transparentes os navios e simples os telefonemas”

Antonio Carlos Fester: “Cláudio Willer tange versos de transrazão no portal do mar provocando um reconhecimento, uma sintonia de coisas em comum. Luta pelas transformações das estruturas e formas de vida e não só dos meios de governo e dominação.

O comentário de um leitor da edição de Portugal (Apenas livros, 2015): “quando nada mais resta a não ser a impressão de que viver foi inútil / e de que morrer é algo totalmente idiota. ‘Pronto, fiquei angustiado – muito obrigado. Um chute nas bolas do meu espírito, em cheio. Algo está comendo os meus olhos. Que ínterim!” É claro que não pretendo deixar leitores angustiados ou aflitos; basta-me que apreciem os poemas. Mas gostei, mesmo assim, do comentário

Imagens do lançamento de “A verdadeira história do século 20” e um video

Que bom termos essas possibilidades de registro! Que pena não desconfiarmos, umas décadas atrás, que seria tão simples gravar e reproduzir no meio digital! Separei imagens, das que recebi via e-mail e Facebook, mostrando cenas e pessoas na sessão de autógrafos da sexta feira, dia 16 de setembro, na Casa das Rosas. Fotografaram, entre outros, Priscyla Bettim e Renato Coelho, Antonio Carlos Fester, Tatiana Justel. Haverá mais, com certeza (imagens, sessões de autógrafos e principalmente poemas e suas publicações).

Meu editor informa:

O livro A verdadeira história do século 20, de Claudio Willer, já pode ser comprado na loja virtual da Editora Córrego, no seguinte endereço: https://editoracorrego.minhalojanouol.com.br/produto/180607/a-verdadeira-historia-do-seculo-20-de-claudio-willer

EM TEMPO: Está no ar um vídeo da minha palestra de 15 de setembro no Tapera Taperá sobre Roberto Piva – a propósito, não deixem de colaborar com nossa campanha em https://www.catarse.me/pt/bibliotecarobertopiva , seguido por depoimento de Roberto Bicelli – duas horas de gravação, em https://www.youtube.com/watch?v=72Oz6PjHKmw . O áudio está algo entrecortado, porém inteligível, e o vídeo não mostra o que exibi com data show. Não obstante, valerá como ‘aide-mémoire’ para quem esteve lá, e também, acho, para quem não conseguiu vir, inclusive pelas interpretações e relatos biográficos inéditos. Adiante, transformarei em ensaio para publicação.

14368905_246393225757530_3112038841389001770_nx114368663_246392419090944_7313260345653230600_n14364871_246393932424126_521588709448051631_n14358896_10154578562457372_4647150744145289784_n14358826_246394109090775_4925226293484163062_n14355670_10201993539675846_9145929383717186578_n14355036_1175670402492878_5082630797225231808_n14344872_1175670429159542_2902373711147318084_n14344773_304095526617900_7726576160417730933_n14333837_246393662424153_1223826395526881895_n14333816_1175670219159563_5487789272668026991_n14333654_246392192424300_4295099619540426143_n14332993_1175670069159578_4610699113930634665_n14322711_1175670425826209_4277720203810524982_n14322632_1111485958899600_7921968925722749353_n14317469_1175670222492896_7694194056254471686_n14322606_1175670319159553_9153321660736358636_n14292532_10153955663658977_156988539476252921_n14292478_1175670452492873_6200109473886559137_n14291684_1111485845566278_3090772738704538912_n111101O lançamento:0_nx2