Posts Tagged ‘Claudio Willer oficinas literárias’

UM LANÇAMENTO MEMORÁVEL

37167353_2177138159239756_1313914909133635584_n

37107924_2177138715906367_744765264909828096_n

37188931_2159809650955475_6331709880902090752_n

37179905_2159810607622046_9091802448250535936_n

37130310_2177136502573255_5956802082555035648_n

De Malu Alves, João Paulo Mognon, José Antonio Gonçalves, Luis Perdiz, Roberto Casarini, coleção Vozes Contemporâneas, na Casa Plana, Na sexta feira passada. Resultado da oficina comigo, iniciativa de Vanderley Mendonça. Parabéns aos poetas, em primeira instância. Faremos mais oficinas e lançamentos assim.

Em tempo: as fotos (ótimas) são de Keila Carvalho.

OS LANÇAMENTOS DE POESIA DO ED.LAB, RELACIONADOS À OFICINA COMIGO

capas_Cole Edlab

Na ilustração, os livros de Luiz Perdiz, João Mognon, Malu Alves, João Antonio Gonçalves e Roberto Casarini, tão bem preparados por Vanderley Mendonça da Demônio Negro, em parceria com a Hedra de Jorge Sallum, constituindo o Ed.Lab.

Seria pretensão minha declará-los resultado da oficina que fizemos ano passado. Esta:

“A criação poética”, oficina de criação literária, EdLab / editoras Hedra e Demônio Negro, 12 sessões, duração de três meses, visando a publicação de obras dos participantes, totalizando 24 horas/aula, São Paulo, 4 de abril a 20 de junho de 2017;

No meu blog: https://claudiowiller.wordpress.com/tag/oficinas-literarias/ – – mas a data acabou sendo a partir de abril, e não de março.

Alguns dos originais já estavam quase prontos ou parcialmente definidos, a passagem pela oficina apenas resultou em ajustes. Outros tiveram o que denomino de “efeito oficina”, transformações, mudanças significativas da escrita. Como eu observo em nota para essas edições, o trabalho foi coletivo; o talento é deles.

Todos poderão conferir. Serão lançados dia 6 de julho, sexta feira, neste novo espaço cultural constituído por um “pool” de editoras, além de sede da Hedra e Demônio Negro, aqui noticiado:

https://cultura.estadao.com.br/noticias/literatura,criador-da-hedra-jorge-sallum-vira-socio-de-quatro-editoras-e-abre-livraria-com-a-plana,70002334180

À Rua Fradique Coutinho 1.139. Antes, os livros já circularão e poderão ser vistos, folheados e adquiridos. Daremos mais notícias.

UMA NOVA OFICINA LITERÁRIA EM UM NOVO FORMATO DE OFICINA LITERÁRIA

Como ainda há vagas, reapresento. Agradeço retransmissão e demais modos de divulgação.

Informam os organizadores:

A CRIAÇÃO POÉTICA, laboratório com Claudio Willer.

QUANDO: De 21 de março a 15 de junho de 2017, toda terça feira, das 20h às 22h. Portanto, três meses, algo próximo à nossa ideia de uma oficina permanente.

INSCRIÇÕES: EdLab, Rua Fradique Coutinho, 1139, Vila Madalena, fone 11 3097-8304, e-mail edlab@hedra.com.br.

INVESTIMENTO: R$ 500 mensais.

PROCEDIMENTO: Oficinas literárias são um trabalho coletivo. Seu coordenador não é neutro: intervém, avalia, sugere, recomenda leituras. Contudo, não deve impor seus valores e referencial poético. Além de um módulo expositivo e de exercícios de criação, textos escolhidos de autoria dos participantes serão examinados, discutidos e avaliados. Haverá, portanto, um trabalho centrado na produção da própria oficina. É importante que os inscritos tragam textos de sua autoria.

PUBLICAÇÃO DOS PARTICIPANTES: Ao concluírem a oficina, autores – selecionados por uma comissão que incluirá o coordenador da oficina, mais o coordenador do EdLab Vanderley Mendonça e um especialista convidado – terão a oportunidade de assinar um contrato e ter sua obra publicada pelas editoras que compõem o Ed.Lab. Terão à disposição profissionais de editoração, revisão e design gráfico para a conclusão do livro. A publicação não acarretará taxas adicionais. Será possível realizar um dos meus chavões prediletos em oficinas, quando textos me agradam: “Você está autorizado a publicar” ou “Vá procurar um editor”. O “imprimatur”, desta vez para valer – e com a participação dos ofocineiros.

CONTEÚDO: A oficina terá dois módulos, correspondentes a blocos temáticos: FORMAÇÃO: transmitindo conteúdos 1. Valores poéticos: o que permite que um texto literário seja considerado “bom”? 2. A imagem poética; 3. Poesia e prosa; a poesia na prosa; CRIAÇÃO: com avaliação de textos dos participantes, rodas de leitura e exercícios. Em acréscimo, tratará de leitura, entendida como expressão oral, em voz alta, e como interpretação, percepção de sentidos em um texto; Identidades literárias, afinidades dos participantes com diferentes vertentes, dicções, estilos e modos de escrever; A poesia e o poético; literatura e vida; poesia, linguagem e realidade.

O Ed.Lab é uma parceria da Editora Hedra com o Selo Demônio Negro e a Rizo Tropical, que criaram um laboratório para produção e publicação de projetos desenvolvidos, coletivamente nas oficinas, tanto em plataformas digitais (distribuídos pela Amazon) quanto em papel, distribuídos na rede de livrarias que atendem a editora Hedra. O ambiente do Ed.Lab é o “coworking” da Hedra, espaço perfeito para compartilhar experiências.

Foi criado o respectivo evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1440160219367323/ Facilitará acesso e inscrição.

Muitos já experimentaram saltos de qualidade, aquisição de estilo e mudanças na percepção de seus textos em oficinas comigo. Publicaram, alguns foram reconhecidos, até premiados. Isso se repetirá.

2016: que ano complicado!

20150225_231323

Muitos profissionais da cultura vêm enfrentando sérias dificuldades ao longo deste ano. Há um estreitamente provocado por cortes de recursos, afetando instituições e órgãos públicos, além das empresas, do mercado propriamente dito.

Diante desse quadro, só posso agradecer aos amigos, interlocutores e leitores, pelo empenho em me programarem. Aos que têm feito gestões para que eu receba convites de palestras, cursos, oficinas, preparação de textos e projetos nos quais a contribuição cultural seja correspondida por um tratamento profissional. O agradecimento se estende a administradores e gestores culturais especialmente receptivos ao que lhes apresentei. E também a editores que apresentam prestações de contas pontuais e transparentes (ironias á parte, alguns de fato corresponderam plenamente ao que eu esperava).

Prosseguindo assim, chegaremos bem a 2017; a dias melhores, espero.

A foto que ilustra este post foi tirada durante uma palestra no Centro de Pesquisa e Formação do SESC São Paulo, dia 25 de fevereiro de 2015. Ocasiões como essa – e muitas outras – voltarão a tornar-se frequentes, espero.

 

Nosso problema jamais será a falta de registros de oficinas literárias (felizmente)

DSCF2625

DSCF2618

DSCF2582

As gravações das sessões de minha oficina de criação na UFSCar, São Carlos, dias 10 e 11 de junho, feitas por Wilson Alves Bezerra e Jefferson Dias – ambos também expõe, falam sobre seus textos.
É a segunda rodada das oficinas, pois houve também dias 27 e 28 de maio. O que havia sido anunciado aqui:
https://docs.google.com/file/d/0B5CnFFfIIm-mSmxTVjdWMkQyZGM/edit?pli=1 Das 14 às 18 h, com intervalos – o total dá umas 7 horas de duração.

Vai haver publicação no Youtube, editada, de passagens como minhas leituras e comentários sobre Herberto Helder. Mas eu acho bom dispor de registro completo. Viva a tecnologia, que agora possibilita essas coisas, tão facilmente. Ilustro com fotos da oficina e minhas, na ocasião.

https://docs.google.com/file/d/0B5CnFFfIIm-mSmxTVjdWMkQyZGM/edit?pli=1

https://docs.google.com/file/d/0B5CnFFfIIm-mZldhb1MxbDZYWGc/edit?pli=1

https://docs.google.com/file/d/0B5CnFFfIIm-mdlJWdkVaUXpNSU0/edit?pli=1

https://docs.google.com/file/d/0B5CnFFfIIm-mUWlaYmhTU0pMYk0/edit?pli=1

https://docs.google.com/file/d/0B5CnFFfIIm-mNUNaY2hMQ2trU28/edit?pli=1

https://docs.google.com/file/d/0B5CnFFfIIm-mVWV2TjB5ZVBtems/edit?pli=1

https://docs.google.com/file/d/0B5CnFFfIIm-mYkhMei1WWmZvSVk/edit?pli=1

https://docs.google.com/file/d/0B5CnFFfIIm-mVTF2dnVUMEs0RTg/edit?pli=1

https://docs.google.com/file/d/0B5CnFFfIIm-mdXF4RUVIWXBsdFU/edit?pli=1