Posts Tagged ‘Dias ácidos noites lisérgicas’

Em Poetas de dois mundos

Será na Livraria da Travessa em São Paulo: 

Livraria da Travessa (Pinheiros)

Rua dos Pinheiros, 513, 05.422-010 São Paulo

Quando: 23 | outubro | Quarta-feira | 18:00
Informa a livraria:  
Poetas de Dois Mundos SP#01 (100 anos de Lawrence Ferlinghetti)
Homenagem aos 100 anos do poeta e editor norte-americano Lawrence Ferlinghetti. Com muita alegria convidamos a todos para o primeiro evento do Poetas de Dois Mundos em São Paulo! A estreia acontece em grande estilo, para o centenário de Ferlinghetti, em uma noite de leituras e lançamentos. # 18h – lançamento do livro Garota (Editora Córrego) de Guilherme Zarvos. # 19h – conversas / leituras com: Bianca Gonçalves, Bruna Beber, Camila Assad, Claudio Willer, Fabiano Calixto, Fernanda Morse, Guilherme Zarvos, Isabella Martino e Sergio Mello. * com livros exclusivos da City Lights Booksellers & Publishers, antológica editora e livraria fundada por Lawrence Ferlinghetti no ano de 1953, em São Francisco, Califórnia.
Com a presença de:
BIANCA GONÇALVES
BRUNA BEBER
CAMILA ASSAD
CLAUDIO WILLER
FABIANO CALIXTO
FERNANDA MORSE
GUILHERME ZARVOS
ISABELLA MARTINO
SERGIO MELLO

Lerei poema do agora centenário Ferlinghetti (quem adivinhar qual deles , ganha exemplar do meu livro). Elogiarei Guilherme Zarvos, que lança.

Autografarei exemplares do meu Dias ácidos, noites lisérgicas.

VENHAM

Dias ácidos, noites lisérgicas na Casa das Rosas: depoimentos e autógrafos

100

Decidi fazer uma présentation no estilo europeu deste meu novo livro, Dias ácidos, noites lisérgicas (Córrego, 2019), composto por relatos, crônicas e poesia. Convidei dois dentre meus bons leitores para dizerem algo a respeito: Beth Brait Alvim e Contador Borges. Ambos, conhecidos e reconhecidos. Poetas, com uma produção copiosa. Beth também tem uma ampla atuação como administradora e animadora cultural, desde São José dos Campos até o SESC do Bom Retiro, passando por Diadema e outros lugares. Contador Borges também é um tradutor importante– Nerval, Sade, René Char – além de dramaturgo, psicanalista, professor de filosofia. Sabem.

Onde: CASA DAS ROSAS, ESPAÇO HAROLDO DE CAMPOS DE POESIA E LITERATURA +55 (11) 3285.6986 | 3288.9447 • contato@casadasrosas.org.br Av. Paulista, 37 • Bela Vista • CEP 01311-902 • São Paulo • Brasil.

Quando: Dia 06 de junho, a próxima quinta-feira, das 18h00 (18h20, digamos, respeitando o atraso protocolar brasileiro – mas estarei lá para autografar desde as 18 h) até as 21h10 (Beth e Contador falarão das 19h10, acho, até as 20h10). (Já disse em outra ocasião que acho horários redondos burocráticos)

Informa a Casa das Rosas em http://www.casadasrosas.org.br/agenda/dias-cidos-noites-lisrgicas-: Título: Dias ácidos, noites lisérgicas. Autor: Claudio Willer. Editora Córrego. A nova coletânea de crônicas, evocações e prosas poéticas do poeta, ensaísta e tradutor Claudio Willer suscitou comentários entusiásticos de quem já leu esse livro. Dela não estão ausentes relatos de transgressões, inclusive aquelas sugeridas pelo título. O autor informa que reaproveitou algumas anotações em cadernos, ampliando-as, e adicionou novas narrativas; e que seu critério foi, em primeira instância, literário. Alguns episódios relatados podem ser relacionados à Contracultura, no Brasil e em outras partes do mundo: um tema que vem recuperando atualidade e interesse na presente conjuntura. Para ocasião, foi programada uma sessão de autógrafos e apresentação do livro, contando também com depoimentos de Beth Brait Alvim e Contador Borges.

 

Sobre o livro: Tem 130 páginas e será vendido a R$ 40,00.

Imagem: de um lançamento anterior meu, de 2016, também na Casa das Rosas.

A ENTREVISTA

Vídeo teve 711 visualizações em 48 horas. Por isso, justifica-se, penso, divulgar neste blog.

Este:

No ciclo ‘Segundas intenções’ promovido pela Biblioteca de São Paulo. Entrevistas pelo crítico literário Manuel da Costa Pinto. Reparem como ele efetivamente lê seus entrevistados, separou trechos de poemas inclusive, para fazer as perguntas. Criação poética + episódios engraçados – alguns, pois sou discretíssimo.

O foco central da entrevista, é claro, meu novo livro, Dias ácidos, noites lisérgicas. Onde encontrar? Principalmente na livraria virtual do meu editor, Córrego. Aqui:

http://www.editoracorrego.com.br/produto/469080/dias-acidos-noites-lisergicas-de-claudio-willer?fbclid=IwAR0_W0UX0EdZG5WJCDOEeQ5d7s3vDKD2kD9uMWU5DfZUO2tJfoGNy7a70-4

Honesto e confiável. Superem sua fobia por compras on line. No futuro, será apenas assim, do modo como vão as coisas. Aliás, na entrevista relato o episódio que me fez optar definitivamente pelo circuito alternativo.

Ah, sim – sobre este blog: tenho 429 seguidores. Ótimo. Mas QUERO MAIS. Acompanhem-me.

Próxima apresentação, em “Segundas intenções”

Será no sábado que vem, dia 27 de abril, das 11 às 13 h, na Biblioteca São Paulo (aquela no Parque da Juventude, ex.Carandiru). Conversarei com o ativo crítico literário Manuel da Costa Pinto. Certamente, direi algo sobre meu novo livro, Dias ácidos, noites lisérgicas. Venham. Avisem interessados.

mailmkt-Claudio Willer (1)

Meu livro: onde comprar, opiniões de leitores, cenas do lançamento:

Onde comprar: Em primeira instância, na loja virtual da editora Córrego. Aqui

http://www.editoracorrego.com.br/produto/469080/dias-acidos-noites-lisergicas-de-claudio-willer?fbclid=IwAR0_W0UX0EdZG5WJCDOEeQ5d7s3vDKD2kD9uMWU5DfZUO2tJfoGNy7a70-4

Em tempo: também no Sebo Clepsidra, aqui: https://www.estantevirtual.com.br/busca?vendedor=seboclepsidra&q=Claudio+Willer&produto=0&b_order=data_cadastro&agrupar=1&f=1&fbclid=IwAR0DtsPnX8y-gJ_ABAKgQmrwixtswwCZPXvLy06fWHcRGLq0iZ-dbHxQ8a4 ou à Rua Doutor Cesário Mota Júnior, 296, Vila Buarque (próximo aos metrôs República e Santa Cecília)
(11) 2476-0378. .

Meus leitores: A seguir, alguns comentários que chegaram a mim, de quem adquiriu e leu. Haverá mais, é claro:

BETH BRAIT ALVIM: Que proliferem mais obras que cativem assim os leitores. Difícil parar de ler teu livro, Willer. Ele flui como rio manso, volta para a fonte como pororoca, refrigera como ventos do Tibete, embriaga como o néctar ancestral. Um vício, um delírio, cuja erudição é injetada na veia e no coração de forma lisérgica.

LUIS PERDIZ: Há algumas madrugadas, mergulhei no livro “Dias ácidos, noites lisérgicas”, crônicas de Claudio Willer. Muito prazeroso acessar as experiências terrenas e lisérgicas do autor, decifrar um pouco mais do contexto onde brotou tanta Poesia e, ao mesmo tempo, se deixar levar por novos enigmas. Recomendo fortemente a leitura!

MAURO JORGE SANTOS: O teu livro é maravilhoso, se articula em paraísos. Paraísos naturais, Paraísos artificiais e a beleza das amizades e mulheres.

Cenas do lançamento, sábado passado no Choque Literário, incluindo mesa com Antonio Bivar, Gabriel Rath Kolyniak e comigo, fotos de Tiago Jonas / Gosto Duvidoso:

©twjonas

©twjonas

©twjonas

©twjonas

©twjonas

©twjonas