Posts Tagged ‘oficinas literárias’

UMA NOVA OFICINA LITERÁRIA EM UM NOVO FORMATO DE OFICINA LITERÁRIA

Como ainda há vagas, reapresento. Agradeço retransmissão e demais modos de divulgação.

Informam os organizadores:

A CRIAÇÃO POÉTICA, laboratório com Claudio Willer.

QUANDO: De 21 de março a 15 de junho de 2017, toda terça feira, das 20h às 22h. Portanto, três meses, algo próximo à nossa ideia de uma oficina permanente.

INSCRIÇÕES: EdLab, Rua Fradique Coutinho, 1139, Vila Madalena, fone 11 3097-8304, e-mail edlab@hedra.com.br.

INVESTIMENTO: R$ 500 mensais.

PROCEDIMENTO: Oficinas literárias são um trabalho coletivo. Seu coordenador não é neutro: intervém, avalia, sugere, recomenda leituras. Contudo, não deve impor seus valores e referencial poético. Além de um módulo expositivo e de exercícios de criação, textos escolhidos de autoria dos participantes serão examinados, discutidos e avaliados. Haverá, portanto, um trabalho centrado na produção da própria oficina. É importante que os inscritos tragam textos de sua autoria.

PUBLICAÇÃO DOS PARTICIPANTES: Ao concluírem a oficina, autores – selecionados por uma comissão que incluirá o coordenador da oficina, mais o coordenador do EdLab Vanderley Mendonça e um especialista convidado – terão a oportunidade de assinar um contrato e ter sua obra publicada pelas editoras que compõem o Ed.Lab. Terão à disposição profissionais de editoração, revisão e design gráfico para a conclusão do livro. A publicação não acarretará taxas adicionais. Será possível realizar um dos meus chavões prediletos em oficinas, quando textos me agradam: “Você está autorizado a publicar” ou “Vá procurar um editor”. O “imprimatur”, desta vez para valer – e com a participação dos ofocineiros.

CONTEÚDO: A oficina terá dois módulos, correspondentes a blocos temáticos: FORMAÇÃO: transmitindo conteúdos 1. Valores poéticos: o que permite que um texto literário seja considerado “bom”? 2. A imagem poética; 3. Poesia e prosa; a poesia na prosa; CRIAÇÃO: com avaliação de textos dos participantes, rodas de leitura e exercícios. Em acréscimo, tratará de leitura, entendida como expressão oral, em voz alta, e como interpretação, percepção de sentidos em um texto; Identidades literárias, afinidades dos participantes com diferentes vertentes, dicções, estilos e modos de escrever; A poesia e o poético; literatura e vida; poesia, linguagem e realidade.

O Ed.Lab é uma parceria da Editora Hedra com o Selo Demônio Negro e a Rizo Tropical, que criaram um laboratório para produção e publicação de projetos desenvolvidos, coletivamente nas oficinas, tanto em plataformas digitais (distribuídos pela Amazon) quanto em papel, distribuídos na rede de livrarias que atendem a editora Hedra. O ambiente do Ed.Lab é o “coworking” da Hedra, espaço perfeito para compartilhar experiências.

Foi criado o respectivo evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1440160219367323/ Facilitará acesso e inscrição.

Muitos já experimentaram saltos de qualidade, aquisição de estilo e mudanças na percepção de seus textos em oficinas comigo. Publicaram, alguns foram reconhecidos, até premiados. Isso se repetirá.

Anúncios

A oficina de criação poética na UFSCar, em São Carlos

Vejam que idéia de Wilson Alves-Bezerra e seus colaboradores. Não posso reclamar de falta de divulgação original. Retrataram-me desta vez como Dom Quixote de Cervantes ilustrado por Gustave Doré:

11011998_816694985085842_28134048443328742_n (1)

Conforme o exposto no anúncio, a oficina será em duas rodadas, cada uma de duas sessões. A primeira, dias 27 e 28 de maio; a segunda, dias 10 e 11 de junho. Portanto, duas quartas e quintas feiras, no horário das 14 às 18 h. Na biblioteca comunitária, sala 7, campus da UFSCar. Inscrições através de cultural.proexufscar@gmail.com

Gosto de atuar na UFSCar, belo lugar. Já corodenei essa oficina em 2010, com bons resultados, participantes inspiraram-se. O procedimentos era o mesmo: mais expositivo nas duas primeiras sessões, centrado na questão do valor literário e da imagem poética; mais voltados para a produção dos participantes nas duas últimas, e com alguns exercícios de criação. Peço que tragam, para a primeira sessão, alguma produção sua.

Até quarta feira.

“O escritor como professor”, mesa na Casa das Rosas

Em tempo: corrigiram, é às 16 hs
No próximo domingo, dia 23, às 16 h e não às 14 h co0mo informado antes.
Estarei em companhia de Luís Bras e Ricardo Lísias, moderado por Marcelo Tápia.
Direi algo sobre oficinas literárias. Convido meus oficineiros – assim, o que eu disser terá credibilidade. E interessados em geral, é claro.
A seguir, a programação completa do Simpoesia
(mas por que programaram duas mesas no mesmo horário…? podiam fazer uma após a outra, ou então, juntar todo mundo, conversaríamos todos, seria mais animado)
(na sessão de sábado, “Jovens escritores”, dos quatro participantes, três fizeram oficina comigo – compareceria e prestigiaria, mas estarei em Guarulhos, falando sobre Poetas Malditos, conforme já anunciado aqui)

CASA DAS ROSAS PROMOVE MAIS UMA EDIÇÃO DO SIMPOESIA
O evento reunirá poetas, prosadores e professores para debater sobre o ofício do escritor. As inscrições abrem dia 1 de novembro.
A Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – realiza, em parceria com o Itaú Cultural, entre os dias 18 e 23 de novembro, o Simpoesia 2014 – Simpósio de Poesia Contemporânea, que contará com oficinas e debates sobre o ofício do escritor. Foram convidados poetas, prosadores e professores de renome para participarem das atividades.
Os interessados poderão se inscrever a partir do dia 1º de novembro, presencialmente, na Casa das Rosas. Serão disponibilizadas 30 vagas para cada atividade. A entrada é gratuita.
Confira a programação completa:
OFICINAS
OFICINA DE CRIAÇÃO POÉTICA – “O QUE SÃO POESIA?”
Terça e quarta-feira, 18 e 19 de novembro, às 10h
Com Noemi Jaffe
(Uma parceria com o Itaú Cultural)
OFICINA DE CRÍTICA POÉTICA
Quarta-feira, 19 de novembro, às 14h
Com Manuel da Costa Pinto
OFICINA DE CRIAÇÃO DE HAICAIS
Sexta-feira, 21 de novembro, às 14h
Com Eunice Arruda
DEBATES
ESCRITA CRIATIVA NAS ESCOLAS
Sábado, 22 de novembro, às 14h
Com Gilson Rampazzo e José Eduardo Sena
Mediação: Frederico Barbosa
JOVENS ESCRITORES – DEPOIMENTOS DE OFICINA
Sábado, 22 de novembro, às 16h
Com Juliana Bernardo, Diogo Cardoso, Lidia Izecson e Conceição Bastos.
Mediação: Júlio Mendonça
ESCOLAS DE ESCRITORES
Domingo, 23 de novembro, às 14h
Com Roberto Taddei, Annita Malufe e Verônica Stigger.
Mediação: Reynaldo Damazio
O ESCRITOR COMO PROFESSOR
Domingo, 23 de novembro, às 14h
Com Claudio Willer, Ricardo Lísias e Luiz Brás.
Mediação: Marcelo Tápia
*Mais informações sobre as atividades e os palestrantes estão na seção Agenda do Site da Casa das Rosas.
Serviço: SIMPOESIA
De 18 a 23 de novembro
Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Avenida Paulista, 37 – próximo à Estação Brigadeiro do Metrô.
Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das 10h às 22h;
Domingos e feriados, das 10h às 18h.
Convênio com o estacionamento Patropi: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados).
Tel.: (11) 3285-6986 / (11) 3288-9447.
Site: http://www.casadasrosas.org.br
Twitter: http://www.twitter.com/casadasrosas
Facebook: http://www.facebook.com/casadasrosas
Instagram: http://www.instagram.com/casadasrosas

As oficinas, as inscrições

Só para lembrar, reapresento a notícia sobre minhas oficinas de criação literária no SESC-Pompéia a partir do dia 14.

https://claudiowiller.wordpress.com/2012/02/11/oficinas-literarias-no-sesc-pompeia/

As inscrições abrem dia 6, esta terça-feira. ‘Presenciais’. Tem que ir lá.

O informe é para evitar situações como aqueles dos dois cursos de extensão na USP, o de Geração Beat em 2010 e a oficina literária de 2011 – na USP, inscrições são on line, para Geração Beat vagas já estavam lotadas às 10:30 da manhã do dia em que abriram, para a oficina, não havia reparado que inscrições estavam abertas, quando me dei conta também haviam lotado. Nos dois casos, demos um jeito, fizemos nova lista e conseguimos certificados para quem frequentou.

Mas no SESC não tem ‘jeito’, é mesmo para ir lá – embora eu pretenda sugerir à coordenadora uma fila de espera, ou algo assim, se for o caso.

Até dia 14. Havendo dúvidas, perguntas adicionais, escrevam-me.